Scroll Top

CURSO GRÁTIS de 4 vídeos, ensina o passo a passo que você deve seguir para dar um fim na Diabetes.

Como Tratar Diabetes Naturalmente

Por ser uma doença que está tomando proporções cada vez maiores no Brasil e no mundo, já há quem fale em epidemia de diabetes. São mais de 250 milhões de diabéticos em todo o mundo.

Infográfico - Diabetes no Brasil

Você é diabético? Tem diabéticos na família? Tem chances de se tornar diabético por questões genéticas? Sabe algo sobre a doença? Se você é diabético ou tem maiores chances de ser, precisa saber tudo sobre a doença e hoje vamos detalhar tudo nesse artigo.

O que é Diabetes?

A diabetes é considerada uma síndrome que ataca o metabolismo do ser humano o fazendo acumular glicose.

Diabetes MellitusA produção da insulina ou sua função se torna deficiente e aí os níveis de glicemia se elevam até causar uma hiperglicemia e assim se inicia a diabetes.

Tipos de diabetes

Existem vários tipos de diabetes e a seguir explicamos detalhadamente cada tipo para que você entenda qual o seu caso:

Diabetes tipo 1

Insulina para DiabetesEsse tipo de diabetes muitas vezes é inato, ou seja, a pessoa já nasce com a diabetes ou desenvolve durante a infância ou até no máximo durante a adolescência. O pâncreas, responsável por produzir a insulina entre outras coisas, não consegue mais produzir esse hormônio que é o responsável por metabolizar a glicose, e assim as células começam a se destruir. Quem tem esse tipo de diabetes precisa de doses diárias de insulina. Apenas 10% dos diabéticos são tipo 1.

Diabetes tipo 2

Esse tipo de diabetes se desenvolve com o tempo e por isso é muito comum a partir da fase adulta. O organismo passa a ter resistência à insulina que o pâncreas produz até que ele deixe de produzir ou até que sua produção fique insuficiente. O excesso no consumo de açúcares e carboidratos é o que causa a diabetes do tipo 2. Quase 90% dos diabéticos são do tipo 2.

Diabetes gestacional

Esse tipo de diabetes acontece durante a gravidez e normalmente cessa ao final dela, o que não quer dizer que não deve ser tratada, afinal pode causar problemas para a gestante e para o feto. Os hormônios da placenta podem reduzir os níveis de insulina e algumas mulheres não possuem a capacidade de equilibrar isso, assim os níveis de glicose ficam alterados.

Pré-diabetes

Como Tratar a DiabetesQuem tem parentes em primeiro grau que são diabéticos ou está sempre com a glicose acima de 100, ou tem uma tolerância à glicose diminuída, as mulheres que tiveram diabetes gestacional ou quem está acima do peso tem uma grande chance de vir a desenvolver diabetes no futuro.

Links Úteis:

Complicações da diabetes

Muitas são as complicações da diabetes que não recebe o tratamento adequado. A cegueira é uma delas, mas não a única. O derrame pode ocorrer, é muito comum a ocorrência de AVC em diabéticos.

A gengiva tem uma vascularização muito grande e a diabetes pode comprometer a cicatrização em casos que seriam tratados de forma simples em pessoas que não são diabéticos. Uma simples cárie pode fazer com que o diabético perca seus dentes rapidamente e ainda desenvolva vários problemas periodontais.

Os rins também sofrem quando a pessoa é diabética. São vários níveis no caso dos problemas de rins que se desenvolvem, inicialmente acontece a insuficiência renal, em seguida pode ocorrer a falência desses órgãos e em um último estágio é necessário o transplante.

Mas sem dúvidas uma das maiores complicações da diabetes, que causa mais temor nas pessoas é a amputação dos órgãos. Isso acontece quando há uma ferida nos membros ou uma úlcera nos pés e ele não consegue se recuperar, para que não se espalhe pelo resto do corpo é preciso amputar.

Sinais e Sintomas de Diabetes

Os principais sintomas de que você pode estar diabético são excesso de urina, de sede e de apetite, além disso, podem ocorrer outros sintomas como a perda ou o ganho excessivo de peso e a visão turva.

Caso você perceba algum desses sintomas, peça ao seu médico um exame de glicose para verificar se você não está diabético.

Diagnóstico e Exames para detectar diabetes

Os principais exames de diagnóstico da diabetes é o teste de glicose em jejum que deve estar abaixo de 100. No caso de estar acima de 100 e abaixo de 126 quer dizer que você precisa ter cuidado com a sua alimentação porque está pré-diabético. Se estiver acima de 126, você já é diabético.

Esse exame é feito em jejum de 8 a 12 horas e deve ser repetido de tempos em tempos e no caso dos pré-diabéticos também é necessário fazer o exame de tolerância a glicose em que depois de ser retirado o sangue em jejum, o paciente recebe uma dose oral de glicose e duas horas depois colhe mais sangue.

Nesse caso os níveis devem estar abaixo de 140. Caso esteja entre 140 e 199 se confirma o estado de pré-diabetes e se estiver acima de 199 já existe a diabetes em que o nível de glicose é aumentado após o consumo de doces e carboidratos.

Causas da diabetes

A diabetes do tipo 1 não possui ainda uma causa definida, apenas se sabe que a maioria dos pacientes que possuem esse tipo tem parentes próximos com diabetes. Já a diabetes do tipo 2, assim como a pré-diabetes, é causada por uma alimentação rica em doces e carboidratos. A diabetes gestacional é causada pelos hormônios da placenta e pela incapacidade no metabolismo de algumas grávidas de regular a insulina naturalmente.

Como tratar diabetes

A maioria dos médicos receita medicamentos para os pacientes. Alguns desses medicamentos são conseguidos gratuitamente em farmácias populares cadastradas pelo governo e é apenas necessária a receita especial do médico e que o paciente faça seu cadastro em qualquer uma das farmácias credenciadas.

Em outros casos, o remédio é pago e com o tempo esse valor pode comprometer a vida financeira do paciente.

Programa Diabetes Controlada do Dr Rocha

Isso tudo pode ser evitado se o diabético encontrar soluções para controlar sua diabetes e elas existem. Em alguns casos até há cura para a diabetes ou uma redução em que o paciente consegue diminuir em até 80% a ingestão dos medicamentos.

Entre essas soluções você encontra os programas:

São produtos digitais muito baratos em comparação ao que se gasta com medicamentos.

E esses programas são vitalícios, ou seja, você adquire uma vez e não precisa pagar mais nada.

Você irá ter orientações eternas de como cuidar da sua saúde como um todo, com orientação para a alimentação, pra os exercícios e também de como viver sem tantas restrições, tendo prazer em estar vivo.

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.